22 de jan de 2009

oSSos do Ofício

O caso é engraçado, mas verídico.
O farmacêutico Claodemiro Suzart, candidato do PTB à prefeitura de Feira de Santana, decidiu fazer o comício de encerramento da campanha na rua do Meio, na zona do meretrício.
E jogou o verbo : “o povo precisa estudar a vida dos candidatos, desde o nascimento deles, os lugares onde nasceram, para saber em quem votar direito.
Por exemplo, Alnold Silva, da UDN, nasceu em Palácio, nunca falou com o povo.
O que ele é ?
- Candidato dos ricos – gritava a multidão-
É isso mesmo.
Não pode ter o voto de vocês.
E Fróes da Mota, candidato do PSD, nunca sentiu o cheiro de povo.
Só gosta mesmo é do gado de sua fazenda. O que ele é ?
- Candidato dos fazendeiros – delirava a galera-
Isso mesmo.
Não pode ter o voto do povo.
Já eu, meus amigos, nasci aqui, nesta rua do Meio, a mais popular de Feira de Santana.
E eu,meus amigos, o que eu sou ?
Lá do fundo da turba, um gaiato soltou a voz:
- Filho da puta.
O comício acabou ali.

Eu vi no Blog do Rigon, que por sua vez viu no no Porandubas, do Migalhas

Blá Blá Blá...

Francês bate recorde mundial ao falar 124 horas sem parar

Rá, isso por que eles não conhecem minha mãe, ela bateria vários recordes desse fácil, fácil.

Com a palavra o Sr. BBB


Eu já acho que o Daniel tem mais cara de favelado que o Emanuel, mas já que a produção da Globo que tá dizendo né?