2 de jan de 2009

Estórias que o povo conta...

Essa seção começou por uma 'história' contada por meu tio, que quando ele acabou, todo mundo me falou, tem que ir pro seu blog Wendel. rsrs

A pena que essa seção sempre fica enooooorme, e eu não gosto de post's grandes aqui, dá preguiça pra ler. huahauhua.

Conto de Hoje: Um fugitivo do barulho.

Dia desses o sogro da minha prima, um velho metido a boy, já estava 'prá lá de bagda', porque já tinha bebido algumas, começou a contar uma história.
Disse ele que quando mais garoto, ele era do exército, e o batalhão dele era no interior, e ele tinha uma namorada linda (sic) aqui em Belo Horizonte (eu até imaginei como devia ser linda, pela beleza dele)
Mas por causa da distância, pois ele ficava muito tempo lá, a saudade, e a 'seca' de tirar os atrazos era grande.
Então ele um dia foi num forró, quem sabe dar uns amassos, lá encontrou uma morena estonteante, e começou a dar uns 'pegas' nela, mas na hora do 'vamos-ver' descobriu que era um travecão (ops, essa história tá parecendo com de alguém que conhecemos).
Continuando... Ao descobrir isso, ele saiu correndo, desesperado, e o travecão atrás (ui!) numa hora de distração olhando pra distância que tava da ex-morenassa, ele tropeçou numa banca de limões numa feira (a noite?) bem na hora que tava passando uns policiais, que o levaram preso.
Como ele era do exército, levaram ele pra prender no batalhão.
Ele estava desesperado de saudade da namorada de BH, e quase não aguentando para dar aquelazinha que ficou pra depois, e pulou o muro do quartel, pra fugir... voltou pra casa, e bem na hora que ele tava no 'bem-bom' com a namorada, o comandante do quartel chegou pra prendê-lo novamente, e pegou ele bem no ato.
O comandante falou: "Soldado, você fugiu pra isso?"
e ele respondeu: "Lógico, num tava mais aguentando ficar olhando homem pelado no quartel"

Recontada pela Loló, prima da Camila, que tem um sogro da frepa do Genésio.

Um comentário:

Lolo disse...

NUSS...PIMOO LEMBRO DESSA!!
MUITO LEGAL....RSRSRSR